top of page
  • Foto do escritorLucas Lima

Como a MPB surgiu?

Gênero é um dos mais amados no Brasil e no mundo

Foto: Reprodução

No geral, a cultura brasileira é naturalmente diversa. E isso, claro, também se diz a respeito do campo musical. Até pode ser que você não seja o maior fã da chamada MPB (Música Popular Brasileira), mas em algum momento da sua vida você vai ouvir (ou muito provavelmente já ouviu) falar sobre Chico Buarque, Maria Bethânia, Milton Nascimento e outros pilares deste gênero.


Mas como a MPB surgiu? Para entrarmos no assunto, temos que fazer uma breve viagem temporal. Entre os séculos XVIII e XIX, os estilos de música predominante em terras brasileiras eram o Lundu e a Modinha, de origens africana e portuguesa, respectivamente. Os dois estilos influenciaram novas tendências no século XX, entre elas o Chorinho e, posteriormente, o Samba, que nasceu dentro dos cortiços e nos morros do Rio de Janeiro.


Todos estes estilos têm as suas particularidades e bem, em sua maioria, tinham caráter popular. Ainda assim, não existia um "caldeirão" onde misturavam-se os ritmos. Se você ia em uma roda de Choro, era Choro que ia ouvir. O mesmo valia para o Samba.


Ainda no século XX, a partir de uma derivação do Samba e do Jazz americano, surgiu a Bossa Nova. Também proveniente do Rio de Janeiro, a diferença da Bossa era a estética sofisticada e suave. Daí surgiram grandes nomes que são reconhecidos mundialmente até hoje, tais quais como João Gilberto, Vinicius de Moraes, Tom Jobim e Roberto Menescal.


Como nem tudo são flores, a sofisticação emergida pela Bossa Nova causou impacto negativo dentro da União Nacional dos Estudandes (UNE), que julgava o estilo como elitista e burguês. A organização defendia a exclusão das influências externas na música brasileira.


Toda esta síntese narrada até aqui foi fundamental para o surgimento da MPB, que nasceu justamente de uma mistura entre o Samba, de estética mais popular, e a bossa nova. Em um primeiro momento, este estilo de música era chamada de MPM - Música Popular Moderna.


Podemos citar como marco inicial do gênero a interpretação histórica de Elis Regina para "Arrastão" (Edu Lobo e Vinicius de Moraes) no Festival de Música Popular Brasileira em 1965, transmitida na TV Excelsior. A partir daí, o estilo ganhou tanto novos nomes, como Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Milton Nascimento quanto incorporações à sonoridade, como o Rock inglês, a música latina além de outras brasilidades, como Forró, Carimbó, Choro e muitas outras.


O nome MPB pegou mesmo no início dos anos 70 e foi muito vinculado como movimento de resistência à Ditadura Militar, que durou por mais de 20 anos no país. Já a MPB, para a nossa felicidade, segue forte como um dos gêneros mais amados no Brasil e no mundo, inclusive com o surgimento de novos grandes artistas, como Almério, Martins, Bruna Caram, Zé Manoel e muitos outros.

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page