top of page
  • Foto do escritorLucas Lima

De quem é a voz feminina presente em "O Cheiro da Carolina"

Música segue a dar tom às festas juninas que acontecem pelo Brasil


Luiz Gonzaga ao lado de Marinês, voz feminina na música "Cheiro de Carolina"
Luiz Gonzaga ao lado de Marinês | Reprodução - autoria desconhecida

"O Cheiro da Carolina", canção que atravessou barreiras geracionais e voltou aos ouvidos do povo por meio de impulsionamento viral em redes sociais segue como música que dá tom às festas juninas que acontecem pelo Brasil. Gravada em 1956 por Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, a faixa foi composta por Zé Gonzaga e Amorim Roxo. A gravação original é praticamente um dueto e, pelas barreiras de tempo enfrentados desde os anos 50 até aqui muito se foi perdido quando se falamos de ficha técnica. Afinal, de quem é a voz feminina presente em "O Cheiro da Carolina"?


Tal informação não está disponível de maneira tão fácil e por isso tivemos que recorrer a um especialista: o pesquisador Paulo Vanderley, autor do livro "Luiz Gonzaga 110 Anos do Nascimento". Paulo dedicou uma vida inteira em pesquisas sobre a obra de Gonzagão; ele coleciona discos, objetos e documentos que trilham a trajetória do Rei do Baião.



Segundo Paulo, quem divide voz com Luiz Gonzaga em "O Cheiro da Carolina" é Maria Inês Caetano de Oliveira, a Marinês. Nascida em 1935 na cidade de San Vicente Férrer (PE), viveu desde muito jovem na Paraíba e emergiu na carreira musical em 1951 na Rádio Cariri, de Campina Grande (PB).


Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1956, após conhecer Luiz Gonzaga e ser convencida pelo próprio a fazer a mudança. Gonzagão conheceu Marinês um ano antes, quando a cantora se apresentava ao lado de Abdias dos Oito Baixos e Cacau, que, juntos, formavam a Patrulha de Choque do Rei do Baião.



Luiz Gonzaga ao lado da cantora Marinês
Luiz Gonzaga ao lado de Marinês - Revista Cruzeiro - 1956

A partir daí, Gonzaga deixou de ser apenas uma inspiração e o encontro fomentou uma parceria para outras canções e projetos. Marinês alcançou fama o suficiente para ser considerada rainha do xaxado e virou ícone para as gerações seguintes de artistas nordestinos, em especial para Elba Ramalho, que produziu o álbum "50 Anos de Forró", lançado em 1999 com gravações inéditas de Marinês e a participação de músicos como Alceu Valença, Dominguinhos, Lenine, Moraes Moreira, Chico César, Genival Lacerda e, claro, a própria Elba.


Marinês nos deixou em 2007 mas permanece como voz ativa pelas nuances musicais que o Nordeste leva a todo o Brasil. Agora, toda vez que ouvir "O Cheiro da Carolina" lembre-se também de Marinês, nome importante da música nacional que não pode ser esquecido devido ao sumiço das fichas técnicas.


A WePlay é uma plataforma de streaming de shows brasileiros que acredita na diversidade da música nacional e na importância das informações e dos créditos para os artistas. Conheça mais sobre o serviço em weplaymusic.tv.br.





191 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page